Casar ou morar junto: lei, separação de bens e direitos




Os tempos estão modernos, e cada fica mais raro encontrar pessoas casadas “no papel”. Hoje em dia o costume é começar o namoro e ir logo morar junto. Mas final, morar junto sai mais barato? Quais são as leis sobre amasiar (nome formal para amigar)? Quais os direitos e deveres? E se houver separação, com quem ficam os bens?

Pois bem, é interessante esclarecer que após 3 anos de convivência sob o mesmo teto, ambos passam a ter os mesmos direitos de quem é casado formalmente em cartório. A lei vê a separação de bens de quem mora junto da mesma maneira dos que casam.

Para os religiosos ou que simplesmente se preocupam com o lado espiritual, vale lembrar que a igreja – evangélica ou católica – não aprova esse tipo de comportamento, e o padre ou pastor não darão a bênção caso não seja concluído o casamento pela lei do homem.

Segundo psicólogos, algumas pessoas não se sentem casadas por “apenas” morarem juntas, e isso pode atrapalhar o relacionamento. Toda a formalidade e magia de um casamento são, em geral para as mulheres, um sonho desde infância. Portanto vale sempre lembrar se é interessante casar ou amigar, se sai mais barato casar ou morar junto.

Minha sugestão? CASE e faça mais uma mulher feliz. :-)


Veja também:

Em: Utilidades e curiosidades

Comment Form